MENUMENU
Francesc Macia mk 27

"Marcio Kogan”

BIOGRAFIA

Nascido em 1952, na cidade de São Paulo, o arquiteto e cineasta Marcio Kogan é destaque quando falamos de arquitetura no Brasil. 

 A influência para se tornar arquiteto veio do seu pai, Aron Kogan, que era dono da construtora Zarzur & Kogan. Aron se tornou conhecido nos anos 50 e 60 por projetar e construir grandes edifícios em São Paulo.

Primordialmente, durante seus primeiros anos de carreira, Marcio Kogan se dividiu entre duas grandes paixões, a arquitetura e o cinema. 

Em parcerias com Isay Weinfeld, seu colega de faculdade, produziu longa metragem e exposições sobre arquitetura e humor. 

A parceria entre os dois arquitetos também seguiu o campo da arquitetura. Eles projetaram e construíram pontos importantes da arquitetura da cidade de São Paulo.

Marcio Kogan - Retrato

Em 1980, o arquiteto funda seu próprio escritório, que recebeu em 2001 o nome de StudioMK27. Tal época a empresa passou a ter uma nova estrutura organizacional. Da mesma forma, o escritório passou a contar com a colaboração de arquitetos na posição de coautores dos projetos. 

Atualmente, além do Brasil, o arquiteto atua em países como Uruguai, Chile, Peru, bem como, Estados Unidos, Canadá, Espanha, Portugal, Suíça, Índia, Israel e Indonésia. 

Em 2011, Kogan foi selecionado como Membro Honorário do American Institute of Architects (AIA). Posteriormente, em 2012, o Studio MK27 representou o Brasil na Bienal de Veneza de Arquitetura. 

Desde 2001, quando começou o sistema de cocriação e trabalho cooperativo, seu escritório ganhou mais de 250 prêmios nacionais e internacionais.

Francesc Macia - Ambiente interno - Detalhes
Francesc Macia - Marcio Kogan

Qual movimento estético influenciou Marcio Kogan?

Marcio Kogan é um grande admirador da geração do modernismo brasileiro. Tal movimento cultural repercutiu fortemente sobre a cena artística e a sociedade brasileira na primeira metade do século XX. Por isso ele procura repensar e dar continuidade ao icônico movimento arquitetônico. Procura valorizar a simplicidade formal e sempre dar  extrema atenção aos detalhes e acabamento. 

O arquiteto foi influenciado por grandes nomes da arquitetura modernista brasileira. Principalmente por nomes como Lina Bo Bardi, Vilanova Artigas e Lucio Costa. 

Assim, Kogan passou por várias fases do Modernismo e transitou inclusive no pós-moderno, deixando sua marca na arquitetura. 

O Modernismo Brasileiro, que teve como ponto de partida a 1° Semana de Arte Moderna, que aconteceu em São Paulo em 1922, foi o reflexo da efervescência cultural da época. 

Sobretudo, na arquitetura, o movimento teve seu auge entre 1930 e 1950. Inegavelmente trouxe enormes transformações na forma de pensar e fazer projetos arquitetônicos. 

Francesc Macia - Detalhes

 

 

“No sentido de ser uma forma de contar uma história […] de poder, através da arquitetura, mandar uma mensagem, que no meu caso sempre foi feita com humor, crítica social, urbanística, arquitetônica e que tem, enfim, um pouco da dinâmica de se contar uma história”

 

Marcio Kogan
Arquiteto

Como Marcio Kogan desenvolveu seu próprio estilo?

Os trabalhos de Kogan são marcados pelo cuidado com o detalhamento arquitetônico. Analogamente ele preza pela simplicidade formal, e o grande conforto climático que desenvolve a sustentabilidade passiva. 

Além disso, se destacam o uso de volumes puros, aplicação de elementos tradicionais da arquitetura brasileira e pelo desenho de plantas internas funcionais. 

O arquiteto desenvolve suas obras privilegiando materiais brutos, que reforcam a grande ligação do arquiteto com o modernismo brasileiro. São alguns dele a madeira, concreto e pedras. Suas obras eram em sua maioria brancas, como o seu escritório. 

Foi após uma cliente pedir por uma casa que não fosse apenas branca, mas com materiais naturais que o arquiteto encontrou o equilíbrio e passou a utilizar materiais mais arrojados junto com os tradicionais.

Home Swimmable Lagoon - Marcio Kogan
Home Swimmable Lagoon - Marcio Kogan

Outra característica marcante nas obras de Marcio Kogan é que o arquiteto preserva a linguagem do cinema em seus projetos. Dessa maneira, as casas que projeta contam com o máximo de ambientes integrados, que valorizam a beleza cinematográfica, e levam a área externa para a interna da casa.

Em seu processo criativo, o arquiteto visualiza as ideias em pequenos pedaços, até que certa hora tudo se forma em sua cabeça. O que significa que utiliza da extrema simplificação, reduzindo o projeto o máximo possível. 

“Para idealizar a obra, desenha muito à mão, e no computador também. Desta forma, gasto um bloco de papel manteiga por dia, e eu renderiza os projetos sozinho, para se atentar a cada detalhe.” 

Home Swimmable Lagoon - Arquitetura

Como a obra de Marcio Kogan
inspira a senplo™

•   A valorização da funcionalidade

•   A busca por simplicidade sem ser óbvio

•   O esmero em desenvolver algo genuíno 

Produtos Relacionados

Explore aqui os produtos relacionados para facilitar a sua busca caso tenha se interessado por algum item apresentado nesta matéria. 

MATÉRIAS RELACIONADAS