Estilo | 2019

Calça Jeans Masculina:
Porque você deve
abandoná-la

  • Tempo de Leitura Aproximada : 7 Minutos

A primeira versão da calça jeans masculina foi criada por Levi Strauss, alemão que migrou para os Estado Unidos na Califórnia em 1851. Inicialmente para montar um armazém de produtos de mineração, como pás e peneiras.

Entretanto, como tinha bastante contato com os mineradores, percebeu a necessidade de roupas de trabalho resistentes. Desse modo, ele confeccionou a primeira calça em lona, que vendia para as carroças no seu armazém. Todavia, o tecido era pouco flexível.

 

Obcecado em descobrir um material mais apropriado, ele resolveu então viajar para a Europa, continente mais desenvolvido na época. Lá encontrou o famoso tecido de Nîmes, um algodão sarjado que além de resistente era maleável, o famoso jeans.

 

Logo após a peça já se popularizou e ganhou ajustes como o metal na barra do bolso e o zíper. Isso, por consequência, começou a facilitar na hora dos mineradores irem ao banheiro, dando mais agilidade ao trabalho.

Sobre o que iremos falar neste artigo

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM 

Matérias Relacionadas

Entenda os principais aspectos relacionados a calça social e a reinterpretação que fizemos deste item clássico para o contexto atual.

A barra das calças dobradas auxiliam o homem à equilibrar a proporção de sua silhueta como também a ter um aspecto mais elegante.

O modo de se vestir faz parte da expressão pessoal de uma pessoa e revela sua personalidade, estado de espírito, atitude, senso estético, intenções, além de comunicar cultura e hábitos de consumo.

A roupa híbrida é uma roupa versátil que pode ser usada em diversos ambientes sem parecer fora do contexto.

Calça Jeans
Períodos recentes de sua evolução

Calça Jeans e seus periodos recentes

Somente 100 anos após o surgimento das primeiras calças jeans masculina foi que a peça caiu no gosto popular. Abaixo destacamos as principais décadas da evolução do jeans: 

• Anos 1950: Grande quebra de paradigma!

Com a aparição de atores de cinema adotando o jeans como vestimenta para representar rebeldia a peça deixa de ser exclusiva dos operários e mineradores. 

 

Afinal, em tempos onde os ternos e peças de alfaiataria eram o dress code ideal, usar calça jeans era confronto direto contra a moral e os bons costumes

• Anos 80

Nessa década que os jeans foram aceitos na alta moda. Foi quando estilistas famosos começaram a cria-los como itens de desejo.

• Anos 2000

Com a tecnologia de strech denim, inovação que tornou o jeans mais maleável, trouxe a peça novamente para o uso cotidiano. 

 

As pessoas incorporaram a calça jeans desde o trabalho até o lazer e vida social.

• Anos 2010 até agora

Por fim, chegamos nos dias de hoje, onde todas modelagens e estilos são aceitos. Isso ocorre, sobretudo, em função de mundo fashion e o consumo desenfreado terem criado uma infinidade de opções, sendo usada por pessoas de todos os sexos e idades. 

 

Desse modo, pelo grande aumento no consumo desse item, começou a se pensar sobre a sustentabilidade na fabricação dessas peças. Poucas pessoas sabem, mas para confeccionar uma calça jeans os recursos necessários são absurdos. 

 

Toda essa preocupação está impactando o varejo de moda, pois houve crescente surgimento de marcas de jeans menores e independentes. 

 

Em sua maioria com linhas de jeans ecologicamente corretos, o que está colocando em risco o mercado das empresas tradicionais.

Jeans - Problemas Ambientais e de estilo

Problema de estilo e conforto da calça jeans masculina

Pouco confortável e versátil

Apesar da infinidade de calças jeans existentes, o produto foi historicamente criado para durabilidade e para o trabalho. 

 

Porém sempre pecou no conforto devido ao tecido ser mais grosso. Limitando por vezes os movimentos e aumentando a sensação de desconforto. 

Produto extremamente casual

Sua combinação mais óbvia é com uma t-shirt ou camisa casual. 

 

Qualquer pessoa que queira elevar sua imagem deveria fugir desta peça, pois ela é extremamente causal.

Excesso de efeitos

Com a evolução industrial o jeans ganha processos de lavanderia, efeitos de estonagem, bem como recortes e customizações. 

Com esses excessos o produto acaba esteticamente se tornando deselegante, poluído e sem harmonia e equilíbrio estético.

Modelagem

Por ser um produto com uma estrutura mais armada, ou ele é largo para ter um pouco mais de conforto, o que passa a ideia de desleixado, ou é skinny, com algum material strech que funciona com um efeito de elasticidade para melhorar o conforto. 

 

Todavia, neste segundo caso, a calça jeans masculina fica muito justa ao corpo, tirando a funcionalidade dos bolsos. Fica praticamente impossível carregar um celular ou uma carteira neles. 

As questões ambientes são em relação ao tingimento, desgaster e efeito, risco a saude do consumidor e etc

Questão Ambiental

Processo longo de transformação do fio do algodão até se tornar jeans

Passar por diversos processos, desde “dimensionado” com amido para aumentar sua resistência à tecelagem. 

 

Ele também é banhado em parafina, que é derivada de óleo para suavizá-lo e lubrificá-lo e, em alguns casos, “mercerizado” em soda cáustica, o que lhe dá uma aparência desgastada. 

Tingimento

É um dos passos mais tóxicos na produção de um jeans. 

 

Historicamente, o índigo era extraído de plantas, mas hoje quase todo o índigo produzido é sintético. Isso é feito geralmente de carvão ou óleo. 

 

Em países desenvolvidos existe um controle preciso sobre o processo, porém nos países em desenvolvimento onde a maior parte dos jeans é fabricado e suas regulações são deficientes, fábricas sem equipamentos modernos geralmente despejam a tinta antiga em cursos de água próximos. 

 

Isso faz com que alguns desses locais sejam contaminados com chumbo, mercúrio, cádmio e selênio.

Efeitos realizados nos jeans

Além do tingimento já citado acima, a calça jeans masculina possui uma infinidade de efeitos realizados em lavanderias após elas ficarem prontas. 

 

Dessa forma, a produção de jeans com um “look ousado” pode ser mais ainda prejudicial ao meio ambiente do que jeans regulares, dependendo de como os compostos residuais são processados. 

 

O jateamento de jeans talvez seja o processo mais letal para os trabalhadores da indústria têxtil, pois trata-se de uma técnica que é feita com a utilização de substâncias tóxicas para a saúde. 

 

Uma das consequências mais graves é causada pela utilização de pó de dióxido de silício. Ele pode ser facilmente inalado e levar ao aparecimento de silicose, uma doença pulmonar que pode levar à morte. 

Risco a saúde do consumidor

Todos esses produtos químicos e toxinas adicionados no processo de produção estão vazando da calça jeans durante o uso do consumidor. 

 

É recomendado que não se lave o jeans nas primeiras duas semanas, mas na verdade leva cerca de 3 a 5 lavagens para se livrar dos piores produtos químicos presos no tecido. 

 

Desse modo, isso significa que o consumidor vai acabar absorvendo toxinas perigosas e isso pode resultar em alergias.

Dificuldade de reciclagem

Por fim, quando os jeans não são mais desejados, eles provavelmente são jogados no lixo doméstico. 

 

Na maioria das vezes acabam incinerados ou em aterros sanitários. Isso ocorre em função da dificuldade de reciclagem do material e dos componentes que lhe acompanham. 

 

O latão, por exemplo, é usado para moldar os zíperes, botões e rebites encontrados em jeans. Acontece que esse item é feito de cobre e zinco. 

 

Esses detalhes são uma relíquia da época em que jeans era usado como roupa para os trabalhadores. 

 

Entretanto, agora atuam apenas como um toque decorativo, dificultando ainda mais a reciclagem da calça jeans.  

Calça Hibrida Senplo

Solução: Substituição das calças jeans por uma calça hibrida

Vimos que a calça jeans masculina possui mais defeitos que qualidades, tanto na questão estética, quanto funcional e ambiental. 

 

Seguindo esta lógica nós da senplo™ não produzimos este produto, pois prezamos pelo conforto, elegância e versatilidade. 

 

Acreditamos que o jeans deve ser abandonado e substituído por produtos híbridos, que possuam tecidos de alfaiataria confortáveis, ou tecidos tecnológicos esportivos, em uma modelagem de calça que te deixe elegante e confortável. 

 

Sugestão de produtos a serem substituídos pela calça jeans, que aliam materiais confortáveis e ao mesmo tempo elegantes e versáteis!

Esta calça alia o melhor do mundo esportivo e do mundo formal, com uma modelagem que torna seus movimentos livres, com um tecido que possui 2% de elastano que auxilia no conforto e um visual estético equilibrado, nem tão formal e nem tão casual, podendo ser combinado com diferentes peças.

Uma modelagem hibrida que mistura esporte e formalidade. Estas calças atualmente são o que há de mais confortável para o homem contemporâneo. Além de um material que se adapta a temperatura ambiente, você tem uma calça com 8% de elastano. 

 

Ou seja, é muito confortável e possui um corte inspirado em alfaiataria, o que torna a composição elegante. Contudo, sem esquecer do conforto e da versatilidade, podendo ser usada com uma camisa, camiseta, moletom e jaqueta. 

Em resumo, os produtos híbridos irão te atender muito melhor do que qualquer calça jeans. Pois foram desenvolvidos e adequados para o homem atual. 

 

São ideais para quem busca elegância e não abre mão de estar confortável, uma vez que entregam tudo isso com seus tecidos tecnológicos e modelagens adequadas.

Siga-nos em nossas redes sociais:

Continue Lendo

Explore nossa seção de conteúdo com artigos relacionados a arquitetura, desing, estilo, moda, conceito e muito mais!! 

Cupom de Desconto

Aproveite nosso cupom de desconto de R$ 20,00 (aplicação na pagina de checkout) para ser utilizado na compra de um dos produtos abaixo: 

CUPOM: SENPLO20