MENUMENU

ARQUITETURA | 2019

Tom Wright:
O design sustentável na escolha
dos materiais

  • Tempo de Leitura Aproximada : 7 Minutos

Tom Wright nasceu em Shirley, Croydon, Grande Londres, no dia 18 de setembro de  1957. O inglês estudou na Royal Russell School e posteriormente se formou na Escola de Arquitetura da Kingston University, onde virou arquiteto em 1983.

 

Durante a sua carreira no escritorio WS Atkins PLC, que durou mais de 20 anos,  o arquiteto foi nomeado diretor de design do Jumeirah Beach Resort, em Dubai, onde projetou o Burj Al Arab entre 1993 a 1999, prédio que o destacou como arquiteto em todo o mundo. 

Tom Wright - Retrato

“Se você pode desenhar um prédio com algumas varreduras de caneta e todos reconhecem não apenas a estrutura, mas também a associam a um lugar na Terra, você avançou bastante no sentido de criar algo icônico.” 

Tom Wright

ARQUITETo

Foi no ano de 2013, que Tom Wright deixou Atkins com dois outros diretores de design, Hakim Khennouchi e Geku Kuruvilla, para criar a WKK, escritorio dedicado à busca da excelência em arquitetura, planejamento mestre e design.

 

Atualmente, possui cerca de 20 arquitetos e designers focados e motivados  a manter uma abordagem realista e positiva para o processo de construção.

Sobre o que iremos falar neste artigo

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM 

Matérias relacionadas

Rainha das curvas, é assim que Zaha Hadid é conhecida por conta das obras elegantes e complexas que construiu pelo mundo.

Com linhas ousadas e uma arquitetura pós-modernista ligada ao desconstrutivismo, Frank Gehry, se tornou um dos arquitetos mais aclamados do século XX.

Conheça o arquiteto Santiago Calatrava, expoente da chamada “arquitetura-espetáculo”, devido aos seus projetos visionários que trazem o vidro e aço aplicados como esculturas gigantes e a incessante busca pelo novo.

Conheça os traços de Richard Meier, que manifesta em seus projetos a preocupação com a funcionalidade, o conforto térmico, o design dinâmico e a sustentabilidade.  

Qual movimento estético influenciou o arquiteto?

O arquiteto pós-modernista britânico é um dos profissionais do setor mais qualificados da atualidade com seu estilo contemporâneo e futurista.

 

Suas obras abusam do uso de aço e vidro, por exemplo, materiais muito utilizados na era pós-modernista, que valoriza a imagem crítica, o uso de tecnologia e o trabalho de autor.

 

Para entender a arquitetura contemporânea, é necessário fazer um paralelo ao resgate histórico: o movimento surgiu no final dos anos 1980 e continua em voga até os dias de hoje.

 

Se trata de um movimento plural, que busca a conexão perfeita entre design, funcionalidade e sustentabilidade.

 

O design pós-moderno abraça todos os movimentos, tendências e técnicas arquitetônicos utilizados nos tempos atuais, sucedendo à arquitetura moderna.

 

Também conhecido como contemporâneo pode ser dividido em três momentos: historicista, regionalista e high-tech. Esse último é onde se enquadra as obras de Wright.

 

As principais características dos projetos da arquitetura pós-moderna trazem a mistura de várias tendências, como o moderno e o pós-moderno.

 

Dessa maneira, é possível destacar as casas ou construções com formato irregular, incomum, pisos abertos, janelas em grandes dimensões e o apelo ao uso de materiais reutilizáveis.

Como Tom Wright desenvolveu seu próprio estilo?

Um único projeto fez o arquiteto se destacar como um dos grandes arquitetos contemporâneos do mundo. Adepto das formas geométricas e do aço estrutural, Tom Wright traz em suas obras traços importantes da arquitetura moderna.

 

Sua obra mais importante, o hotel Burj Al Arab (Torre das arábias) está no Guinness Book como maior hotel do mundo, e foi desenhado pelo arquiteto com 321 metros de altura em formato de veleiro e assentado sobre uma ilha artificial.

Tom Wright demonstra em suas produções uma qualidade impar durante o desenvolvimento dos seus projetos. A ousadia nos traços e preocupação com a estética não são as únicas características nas obras do arquiteto. 

 

Prova disso é a construção feita sob a ilha em Dubai, que demandou longos estudos geográficos, além de abordar a combinação de oriente e ocidente, do atual e o antigo, do moderno e o tradicional.

 

Atualmente, em seu escritório sediado no Reino Unido, em parceria com Hakim Khennouchi e Geku Kuruvilla, os arquitetos tem o cuidado para transformar cada projeto em um desafio único e uma grande oportunidade para criar um desenvolvimento dinâmico e eficiente.

 

Para isso, é necessário ouvir os clientes e compreender as suas necessidades e aspirações. Somente dessa maneira é possível produzir uma solução de design que se adéqua perfeitamente as necessidades de cada cliente.

• Sua preocupação em desenvolver em cada obra algo genuíno

• O design sustentável na escolha dos materiais

• Seu respeito a obras do passado

Como a obra de
Tom Wright
inspira a senplo

Siga a Senplo nas redes sociais:

Continue Lendo

Explore nossa seção de conteúdo com artigos relacionados a arquitetura, desing, estilo, moda, conceito e muito mais!!